As razões para a falta de floração em callas, doenças e pragas de flores

Calla
Floração de suave, bonito chamar cativa. As flores desta planta são extraordinariamente belas e requintadas. Apesar do cuidado com a calla não exigir muito esforço, existem muitas doenças que podem levar à ausência de floração ou morte da planta. A partir deste artigo você vai descobrir por que tais problemas surgem e quais são as medidas para combater as doenças calla.

Doenças callas causadas por condições impróprias de detenção

Callaplanta despretensiosa, no entanto, como qualquer ser vivo, requer cuidados adequados. Sob as condições erradas de manutenção, uma beleza africana não pode florescer, adquirir uma aparência mórbida e opaca com folhas torcidas ou, em geral, um abismo. Os erros corrigidos oportunamente no cuidado da flor ajudarão certamente, e você pode apreciar sua beleza.

Calla não floresce

Calla não floresce

A ausência de callas em flor é uma das consequências mais comuns e perturbadoras do cuidado inadequado da planta. As razões pelas quais não há um calla de flores podem ser algumas:

  • rega insuficiente;
  • fechar panela;
  • ausência de período de descanso;
  • adubo impróprio ou falta dele.

Calla precisa de rega regular (exceto durante o período de descanso, quando a freqüência de irrigação deve ser reduzida). A rega é realizada a cada dois dias. Também é recomendável despejar água adicional no palete e reabastecê-lo regularmente. A água deve ser suave e estável, isto tem um efeito benéfico na qualidade do solo.

A planta precisa de muito espaço. Um potinho estreito fará com que o animal não floresça. A altura do recipiente deve ser tal que a raiz não ocupe mais da metade, e o diâmetro deve ser ligeiramente maior que a coroa das folhas. Quando as crianças aparecem, elas devem ser retiradas.

Calla não floresce
Kalle precisa de um período de descanso. Geralmente este é o período de inverno. Neste momento, as folhas começam a secar. Um vaso com uma planta precisa ser movido para um lugar fresco e, ocasionalmente, regado para que a flor não seque. Este período é necessário para o sistema radicular ganhar força. Se a flor não combina com tal feriado, ela não florescerá. No início da primavera, o calla pode ser colocado no parapeito da janela novamente e rega regular pode ser retomada.

Importante! Para calla florescer bem depois de um período de descanso, recomenda-se levar a flor em uma varanda, uma loggia ou uma janela ventilada com freqüência. Melhor ainda, se é possível pousar no campo aberto para a primavera e o verão.

A planta precisa ser alimentada com fertilizantes de fósforo e potássio. Se há muitas folhas no calo, mas não há floração, isso significa que há um excesso de nitrogênio no fertilizante. Para um bom florescimento você precisa de uma quantidade suficiente de fósforo e um pouco de potássio.

Fragilidade dos pecíolos foliares

O amarelecimento das folhas e a fragilidade dos pecíolos das folhas geralmente ocorrem devido a cuidados inadequados. O atraso dos pecíolos é causado pela falta de nutrientes no solo. Com falta de nitrogênio e potássio, as folhas ficam pálidas e caem.

Calla não floresce
O problema também pode ocorrer devido a um regime inadequado de irrigação: quantidade excessiva ou falta de umidade. Os caules das folhas serão frágeis e, nesses casos, quando a planta é colocada sob os raios diretos do sol.

Voce sabe Durante períodos de descanso, folhas de todos os tipos de callas, exceto branco, ficam amarelas e secas. Belezas brancas são as únicas que, mesmo no inverno, a folhagem permanece mais verde.

Hastes fortemente estendidas

Calla geralmente não gosta da abundância de luz. No entanto, se for insuficiente, as hastes da planta serão fortemente esticadas e se tornarão quebradiças. Isso também acontece em uma temperatura muito alta na sala onde a flor cresce.

A planta deve ser determinada em um local um pouco sombreado, para que não haja escassez de luz solar. Especialmente evitar a exposição direta ao sol para a flor. Não é recomendado colocar o calla no peitoril da janela, localizado perto da bateria. Isso levará ao superaquecimento da flor, hastes fortemente alongadas e quebradiças.

Callas doenças infecciosas, métodos de combatê-los

Antracnose
Como resultado de cuidados inadequados ou de material de plantio de má qualidade, o solo de calla pobre é exposto a doenças infecciosas. Eles rapidamente se fazem sentir: a cor da planta escurece, as folhas da torção de calla ou ficam amarelas, secam, as hastes se tornam frágeis. Para evitar a morte da planta, é necessário calcular a causa dessa condição e tomar as medidas necessárias no tempo.

Antracnose

A antracnose é uma doença de calla fúngica. Tal enfermidade entre essas belezas é bastante comum.

A antracnose calla tem as seguintes manifestações:

  • nas folhas aparecem dentes manchas marrons;
  • ao longo do tempo, as manchas tornam-se maiores em tamanho, uma borda vermelha aparece em suas bordas e no centro do molde branco;
  • as folhas racham e murcham;
  • as hastes ficam mais fracas;
  • as flores murcham e se enroscam.

As razões para este dano são:

  • alta temperatura do ar;
  • umidade excessiva do ar e do solo.

Métodos de luta:

  • remova as folhas danificadas da planta e do solo;
  • reduzir a rega;
  • afaste a planta das baterias;
  • tratamento com fungicidas (“Fundazol”, “Fitosporin-M”).
Importante! O fungo tem uma propriedade com folhas para passar ao solo. Portanto, as folhas caídas danificadas devem ser limpas imediatamente. Se as medidas para a desinfecção não tiverem ajudado, será necessário transplantar a flor, enquanto a panela é completamente desinfetada.

Oídio

Oídio
Oídio se desenvolve devido à derrota dos fungos calla. Com essa doença, aparece uma placa branca nas folhas da planta, que aumenta muito rapidamente nos volumes e depois de um tempo cobre todas as folhas da flor. Externamente, o ataque é semelhante aos grãos de farinha, que cobrem a superfície da calla abundantemente. Com o tempo, as partes afetadas ficam pretas e desaparecem.

Métodos de luta:

  • remoção de folhas danificadas (se não muitas);
  • tratamento com fungicidas;
  • rega moderada.
Voce sabe O oídio não precisa de muita umidade, por isso pode se desenvolver mesmo em solo seco. O método mais correto para a erradicação é três vezes ao dia com fungicidas para plantas de interior (uma vez por semana).

Podridão cinzenta

Podridão cinzenta

Podridão cinzenta de callas é causada pelo fungo botrinus ciner. Ao contrário da antracnose, a podridão cinzenta pode afetar todas as partes da planta: folhas, caules, flores. As folhas doentes são cobertas com uma flor cinza e nas flores há manchas verde-acinzentadas. Com o tempo, a parte floral adquire uma tonalidade marrom e é coberta com um véu cinza.

Causas da doença:

  • alta umidade do ar;
  • rega excessiva;
  • plantio em solo contaminado;
  • material de plantio contaminado.

Métodos de luta:

  • remova todas as folhas infectadas;
  • irrigação saturada moderada;
  • tratar a planta e o solo com fungicidas (“Rovral”, “Fundazol”).
Importante! O fungo pode ser armazenado no solo por vários anos, transmitido junto com as partes infectadas da planta. Portanto, uma flor fortemente danificada deve ser transplantada para um novo solo e o antigo descartado. Ao transplantar as crianças, trate-as com fungicidas.

Podridão radicular

Podridão radicular

Podridão de raízes de callas é provocada pelo fungo do gênero Fitator. Sinais de calla:

  • folhas e flores secam;
  • a planta está enfraquecendo rapidamente;
  • no solo você pode ver o mofo cinzento;
  • as raízes estão cobertas de podridão.

Causas da doença:

  • alta temperatura do ar;
  • alta umidade do ar;
  • rega excessiva;
  • fertilizante excessivo;

Métodos de luta:

  • transplante em solo seco e em primeiro lugar a regar muito moderadamente;
  • transferir a planta para uma sala fresca e bem ventilada;
  • reexaminar a prática da alimentação;
  • tratado com fungicidas (Ridomir, Profit-Gold).

Podridão bacteriana

Podridão bacteriana

O decaimento bacteriano do calla é causado por bactérias do gênero Erwinia. Com a doença, a raiz da planta e a base das folhas escurecem e acabam apodrecendo. A superfície das folhas fica amarela. A planta não encolhe, mas apodrece.

Causas da doença:

  • alta temperatura e umidade;
  • rega excessiva;
  • adubação excessiva com nitrogênio.

Erradicação de bactérias o assunto é muito difícil. É necessário moderar a rega, tratar a planta com fungicidas e transplantá-la para um solo saudável.

Como lidar com pragas de pragas

Como acontece com qualquer planta viva, as pragas podem atacar as callas. Eles sugam para fora da planta todas as substâncias úteis, envenenam com seus produtos de atividade vital, como resultado – a planta está morrendo. Medidas oportunas tomadas para combater o flagelo salvará sua beleza.

Ácaro aranha


Ácaro aranha
Os carrapatos se alimentam da camada superior das folhas da planta.
Com a derrota do ácaro-da-aranha, as suas folhas ficam cinzentas, entre elas pode ver-se uma fina teia de aranha. Na parte inferior das folhas pequenas manchas pretas são formadas. Os botões na maioria das vezes não florescem, secam e desaparecem.

As causas do aparecimento de um ácaro aranha:

  • ar muito seco;
  • alta temperatura;
  • rega insuficiente.

Métodos de luta:

  • umidificação do ar;
  • colocando em um lugar mais frio;
  • Limpando folhas com uma solução de sabão ou “Neuron”, “Fufan”.

Tripes

Eles se alimentam do suco da planta. Quando as callas são afetadas por essa praga, as folhas ficam pálidas e secas, elas se torcem e manchas brancas também podem aparecer nelas. Para se livrar das pragas, você precisa umedecer o ar, cortar as folhas afetadas e tratar a planta com inseticidas.

Voce sabe Os tripes não toleram o cheiro de naftaleno. Também pode ajudar na luta contra pragas.

Pulgões

Os pulgões são pequenos insetos (preto, verde, branco ou cinza) que se alimentam de suco de plantas. Eles envenenam a calla com produtos de atividade vital. As pragas geralmente estão localizadas nas partes inferiores das folhas. Sinais claros do ataque dos pulgões são o amarelamento da folhagem, o rápido murchar das flores. Os botões existentes não se dissolvem, mas encolhem. Com o tempo, o topo das folhas é coberto com uma camada pegajosa.

Métodos de luta:

  • interromper temporariamente a fertilização com nitrogênio;
  • tratar a planta com óleo de potássio (20 gramas por litro de água morna fervida) ou preparações especiais (Decis, Aktara).

O descumprimento das regras de atendimento ao calla leva à sua derrota por uma variedade de infecções e bactérias. Medidas oportunas tomadas para combater doenças e pragas ajudarão a planta a retornar à vida e a agradá-lo com belas flores.